Storytelling sells: como aumentares as vendas na tua loja

Moritz Kopp Última atualização 08.07.2021
7 min.
Storytelling tips
Última atualização 08.07.2021

Sabes quando lanças a tua loja online e a otimizas o mais possível, mas ainda não está a correr tão bem como gostarias? Já fizeste tudo o que podias para otimizar a taxa de conversão, melhorar a experiência do utilizador e apresentar os produtos de uma forma excelente - e mesmo assim as encomendas ainda não estão a chegar ao ritmo desejado.

Chegaste ao ponto acima descrito e simplesmente não sabes que técnica utilizar agora para optimizares a tua loja? Então tenho boas notícias para ti, porque existe um sólido método altamente eficaz e popular para aumentar as encomendas: storytelling.

Este artigo é sobre o que é storytelling, como podes integrá-lo na tua loja e utilizá-lo para a melhorar e aumentar significativamente a ua taxa de conversão para que finalmente tenhas o sucesso que desejas.

O que é storytelling?

Antes de falarmos especificamente sobre os benefícios do storytelling para a tua loja, vamos começar pela definição. Storytelling é um termo da língua inglesa e basicamente não significa mais do que "contar histórias". As suas origens não estão no comércio eletrónico ou no marketing, mas na arte e na literatura. Descreve um método de narração que visa transmitir conteúdos com a ajuda de linguagem figurativa e simbólica, ou seja, metáforas e temas orientadores.

Em contraste com os métodos tradicionais de narração, o storytelling centra-se menos em dados e factos e deve, em vez disso, dar lugar a emoções, imagens e um fio narrativo comum. A história contada pode ser verdadeira ou fictícia, ou baseada num acontecimento verdadeiro e embelezado.

Não há limites ao storytelling e devido à emoção e atenção especial que se consegue através dele, o mundo empresarial também tem reconhecido cada vez mais o potencial do método de narração de histórias. Hoje em dia, é uma das ferramentas de marketing mais populares, que é um método eficiente para aumentar as vendas, especialmente para lojas online.

Storytelling traz estas vantagens para a tua loja online

Ao contrário das habituais otimizações de loja no design, redação, portefólio de produtos, processo de checkout e muitos outros pontos, o storytelling está normalmente associado a um maior tempo e esforço criativo. No entanto, traz toda uma gama de benefícios que justificam definitivamente o esforço.

1. Storytelling ajuda na construção de marcas

As pessoas adoram histórias. É por isso que se compram romances todos os dias, se lêem histórias para crianças, se transmitem filmes na Netflix, e sediscutem os últimos mexericos de bairro com a vizinhança.

As histórias fazem-nos sentir vivos e agarram-nos com entusiasmo e emoção. Este mesmo elemento do storytelling também te ajuda a construir a tua marca. Se conseguires trazer um conceito de storytelling em harmonia com a tua marca, as pessoas irão associar a história e a emoção à tua marca.

Especialmente para novos clientes, é óptimo quando o primeiro ponto de contacto é o storytelling e podes prendê-los com emoções e convencê-los da tua loja. Com o storytelling, não conquistas apenas clientes aleatórios, mas também clientes existentes.

Tudo isto ainda soa muito abstrato, por isso vamos olhar para um exemplo: Durante a pandemia de Corona, muitas pessoas que trabalhavam em escritórios acabaram a trabalhar em em casa. A gigante tecnológica americana Apple tirou partido disto e inventou um storytelling perfeito.

A Apple produziu um vídeo chamado "The working-from-home-thing", no qual uma equipa em em teletrabalho tenta cumprir um prazo apertado de um projeto. No processo, os/as colaboradores/as "sofrem" dos problemas típicos de quem trabalha a partir de casa em tempos de pandemia: tomar conta de filhos, sem scanner ao alcance, sem local de trabalho organizado e distrações por todo o lado.

YouTube

Ao carregar o vídeo, você aceita a política de privacidade do YouTube.
Saiba mais

Carregar o vídeo

PGlmcmFtZSB0aXRsZT0iVGhlIHdob2xlIHdvcmtpbmctZnJvbS1ob21lIHRoaW5nIOKAlCBBcHBsZSIgd2lkdGg9IjEzODIiIGhlaWdodD0iNzc3IiBzcmM9Imh0dHBzOi8vd3d3LnlvdXR1YmUtbm9jb29raWUuY29tL2VtYmVkLzZfcHJ1OFUyUm1NP2ZlYXR1cmU9b2VtYmVkIiBmcmFtZWJvcmRlcj0iMCIgYWxsb3c9ImFjY2VsZXJvbWV0ZXI7IGF1dG9wbGF5OyBjbGlwYm9hcmQtd3JpdGU7IGVuY3J5cHRlZC1tZWRpYTsgZ3lyb3Njb3BlOyBwaWN0dXJlLWluLXBpY3R1cmUiIGFsbG93ZnVsbHNjcmVlbj48L2lmcmFtZT4=
O vídeo da Apple "The whole-working-from-homee-thing"

No mini-filme, as dificuldades do teletrabalho são mostradas de uma forma humorística e autêntica. Os/As espectadores/as podem identificar-se imediatamente com isto e reconhecer-se nas personagens. Em que medida é isto uma medida de branding? Bem, a única constante que ajuda a brilhante equipa a navegar pelos problemas do teletrabalho é, evidentemente, a fiabilidade dos dispositivos Apple.

O storytelling é, portanto, ideal para criar uma história com a qual o teu grupo-alvo se identifica. Se também conseguires posicionar a tua marca na história com os seus valores, isto é um tremendo impulso para a tua marca.

2. Storytelling torna o teu produto mais valioso

A 1 de julho de 2021, os óculos e a varinha de Harry Potter utilizados pelo ator Daniel Radcliffe nos famosos filmes serão vendidos num grande leilão nos Estados Unidos. Os peritos estimam que os adereços irão custar entre 30.000 e 50.000 dólares.

Este é um exemplo extremo de storytelling que transmite como uma história forte com grande versatilidade emocional pode aumentar o valor de um produto supostamente simples. Afinal, porque é que os/as fãs estão dispostos a gastar tanto dinheiro em "um pouco de madeira e um par de copos vulgares"? A razão é muito simples: não estão apenas a comprar um par de óculos e um pedaço de madeira, estão a comprar um estilo de vida. Uma atitude em relação à vida que determina uma grande parte da sua existência e representa os seus valores e paixões.

Não te preocupes: não precisas de te tornar a J.K. Rowling 2.0 para acrescentares valor aos teus produtos com o storytelling. Se conseguires desenvolver uma história em torno da tua empresa que tenha uma certa família de valores e apela a um grupo-alvo claramente definido a um nível emocional, também conseguirás acrescentar valor extra aos teus produtos. Estes podem ser valores como a sustentabilidade, família, amor, saúde, e muito mais. Pensa nos valores que tu e a tua empresa querem defender e como os podes embrulhar numa história.

3. Descreve melhor o teu produto com storytelling

Um erro comum no marketing é estar demasiado orgulhoso dos números crus e esquecer o que é realmente relevante para os/as clientes. As pessoas são hoje em dia inundadas de factos e números, por isso é ainda mais importante agarrá-las a um nível pessoal.

É aqui que entra em jogo o storytelling. Em vez de listares dados puros na descrição do produto da tua loja online, podes usar linguagem figurativa, símbolos e metáforas para mostrar aos/às potenciais clientes o valor acrescentado do teu produto.

Existe um problema clássico que toda a gente conhece e pelo qual já passou e que é resolvido pelo teu produto? É aqui que podes começar e rodar uma história emocional, semelhante ao filme da Apple, com a qual o teu grupo-alvo se pode identificar. Por exemplo, cria uma personagem fictícia cuja vida quotidiana é afetada por este problema até que se depara com o teu produto. Ou conta a verdadeira história de como surgiu a ideia do produto e que problema poderia resolver na tua vida.

Dependendo do estilo da tua loja, as emoções da história podem ser transmitidas de forma humorística, comovente ou a muitos outros níveis. Uma vez feito isso, deixa de haver qualquer outra necessidade de explicar o produto e assim abrevias o caminho para a compra. Com uma descrição do produto baseada no storytelling, aumentarás visivelmente a tua taxa de conversão!

Como integrares storytelling na tua loja

Já falámos muito sobre o que é realmente o storytelling e que benefícios traz para a tua loja, e também falámos de dois exemplos interessantes do mundo real. Mas como podes integrar o storytelling na tua loja online para desfrutares dos muitos benefícios?

Há muitos métodos e estratégias diferentes de storytelling que podes utilizar para trazer uma história para a tua loja - desde o tipo de história até ao suporte de media. Basicament, faz sentido fazer uma distinção entre ficcional e real.

Queres basear o teu storytelling num incidente verdadeiro ou criar uma história fictícia? Pensa cuidadosamente sobre o que melhor convém a ti, à tua loja, produto e planeamento a longo prazo.

Storytelling fictício

Uma história fictícia é ideal se se tiver a sensação de que os acontecimentos reais não dão o suficiente para uma história envolvente. Mas mesmo que não queiras colocar-te em primeiro plano na tua loja e queiras permanecer anónimo/a, uma história fictícia é ideal. Lembra-te também de não confundir ficção com "mentira" neste contexto.

Um exemplo bem conhecido na Alemanha: o anúncio Check24 e as suas "duas famílias incomparáveis". É um excelente exemplo de narração (fictícia) de histórias. Os comerciais engraçados mostram geralmente uma família média com muitos estereótipos. O pai poupa dinheiro para a família através do portal de comparação, para que a filha e a esposa possam comprar algo agradável. As histórias contadas com a família foram mesmo um tal sucesso que Check24 acrescentou uma segunda família.

Também podes facilmente construir um conto de fadas ou um personagem imaginário que entra em contacto com o teu produto ou serviço e acompanha sempre a viagem do produto.

Storytelling com base num incidente real

O teu produto tem um background interessante? Como foi fundada a tua empresa? Quais foram os desafios? Existem algumas historietas engraçadas?

Ao ilustrares a longa viagem desde o arranque até ao produto e aos primeiros ou primeiras clientes satisfeitos/as, crias a base perfeita para contar histórias sólidas. Pensa em como podes criar um fio que torne as tuas experiências numa história consistente.

Se conseguires apresentar os obstáculos e o caminho da descoberta da tua empresa de uma forma interessante, isto desencadeará emoções em potenciais clientes que estarão ligadas à tua história. Assim, aumentas também a ligação, a simpatia e a preferência pela tua loja. Consequentemente, a probabilidade de uma compra aumenta significativamente.

Cor e som: a tua história ganha vida

O teu conceito para o storytelling está pronto? Ótimo, agora é tudo uma questão de implementação. Existem muitas ferramentas de storytelling que te ajudam a combinar diferentes media como texto, imagem, vídeo e som para criar o storytelling perfeito.

Normalmente, as ferramentas de strytelling funcionam de forma muito simples e de acordo com o princípio de arrastar e largar. Basta reunires todo o conteúdo que preparaste anteriormente para o teu storytelling (imagens, textos, música, etc.).

Conclusão: Storytelling para a tua loja online

Agora conheces todos os benefícios que o storytelling pode trazer à tua loja online. Também esclarecemos o que se entende por storytelling, discutimos algumas das melhores práticas e como se pode integrá-las na tua loja. Agora depende de ti: sê criativo e desenvolve uma história convincente que dispare a tua taxa de conversão!

As tuas perguntas e dicas

Tens alguma outra pergunta ou feedback sobre storytelling? Aguardamos o teu comentário. Interessas-te por WordPress e marketing online? Então segue a RAIDBOXES no Twitter, Facebook, LinkedIn ou através da nossa newsletter.

Moritz Kopp é um freelancer apaixonado e conhecedor de negócios. Para além do comércio eletrónico e das redes sociais, o seu coração bate especialmente pela escrita de artigos no blogue de valor acrescentado, apelativos textos de produtos ad-copys bem fornecidos. Como freelancer, tem trabalhado durante anos com um grande leque de empresas numa grande variedade de indústrias em todo o mundo.

Artigos relacionados

Comentários sobre este artigo

Escreve um comentário

O teu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *.